quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Um dia com Osho

Neste último final de semana aconteceu o meu primeiro workshop - Um dia Com Osho. Como eu não tenho uma lista de e-mails de Juiz de Fora, a divulgação foi muito pequena. Mas, foi muito legal. Fiquei muito feliz com o trabalho. Um grupo pequeno, mas foi um excelente teste. Não apareceram nem aqueles que "sabem tudo" sobre Osho e seu trabalho, nem aqueles que nada têm a ver com o assunto. Os que vieram foram aqueles que já leram Osho e têm curiosidade em saber mais a seu respeito, ou aqueles que já ouviram referências (sobretudo na mídia) contra Osho, mas andam meio confusos porque têm lido coisas legais dele. Então vieram para conferir. E é exatamente esse o público para o qual foi montado esse evento de 1 dia. Com certeza esse workshop será repetido, mas da próxima vez, com uma divulgação mais ampla, tentando, inclusive, espaço em jornal e em TV.


O que achei muito bom foi o fato do workshop ser declaramente a respeito do Osho e seu trabalho. E o resultado ter sido fantástico. Na prática, não foi um evento para fazer propaganda do Osho, não foi para converter ninguém, nem foi para dizer que Osho é o "cara". Foi um trabalho onde eu pude dizer que Osho ofereceu algumas ferramentas muito boas para o nosso processo individual de auto-conhecimento, de dissolução de cargas que desnecessariamente carregamos, e de abertura e estimulo para realizarmos a nossa potencialidade. E que o workshop era para que conhecessemos um pouco essas ferramentas e como Osho fazia para nos apresentá-las.


Assim, em um dia tivemos Dinâmica, Nataraj e Kundalini. Entre os intervalos utilizados para um compartilhar descontraído e esclarecedor, tivemos, pela manhã, uma sessão de vídeo com Osho falando que a sua mensagem não era para o intelecto, que ele não era nem matemático nem filósofo. A sua mensagem é uma comunhão de coração a coração. Logo após o almoço, tivemos um pequeno módulo com fita cassete apresentando uma mensagem do Osho a respeito do Amor. Muito profunda e que tocou o coração de todos. Depois tivemos a meditação No-Mind que foi feita com o uso de um DVD, e não CD ou fita k7, como usalmente se faz. O DVD continha uma resposta do Osho a uma pergunta sobre a testemunha e o observador dentro da meditação e em seguida o gibberish e a meditação conduzida pelo Osho. As pessoas fizeram com os olhos fechados, mas sabendo que ali na frente estava a.TV com a imagem do Osho e de 10 mil buscadores fazendo exatamente o mesmo que eles. Foi muito legal.


Após o lanche do final da tarde, apresentei trechos de um vídeo com Osho conduzindo um Robe Branco no final de setembro de 1989 (quando eu mesmo estava presente no Buddha Hall).
E fechamos o trabalho com um feed-back final muito sincero de cada um. Para mim foi muito enriquecedor. E senti que também o foi para todos os presentes.

4 comentários:

Felipe disse...

Ola Champak. Fiquei muito feliz ao ler que houve este workshop do Osho. Sou um ávido leitor de Osho e me indentifico muito com ele. Gostaria muito de aprender suas t'ecnicas e meditacoes.
Moro em belo horizonte. Se tiver algum outro workshop ou se tiver disposicao de vir ate Belo horizonte, creio que consigo um numero suficiente de pessoas para um workshop com voce. Obrigado, um grande abraco e sucesso na sua caminhada.
Felipe T. G. Andrade (felipe@guimaraesandrade.com.br)

Carlos disse...

Olá! Sou muito grato por todo seu trabalho de disponibilizar essas mensagens, mãos que impulsionam minha busca autêntica pela liberdade. Os meios que acesso frequentemente são os textos do site (www.oshobrasil.com.br) e os livros do Osho. Me interesso muito por eventos e aprecio todas as iniciativas que proporcionem acesso às mensagens do Osho. Muito obrigado Bodi Champak. Carlos (cragassi@gmail.com).

Juliana disse...

Olá Champak!
Ótimo saber q está tendo esse movimento por aí.
Por aqui (Vitória, ES), tb temos campos de meditação, são bem legais.
Namastê!

Dagmar disse...

Participei este evento e quero compartilhar que cada palavra ouvida, cada meditação vivenciada, cada filme assistido, cada vibração sentida... me traz mais perto de mim, me faz vibrar e confiar cada vez mais na existência...no amor...em Deus...em mim....Obrigada Osho, obrigada Champak